Informações legais, Sistema integra e Pesquisa de satisfação

Informações legais
A CEP e suas empresas do grupo possuem todas as licenças e permissões para utilização do sistema Íntegra de reservas.
A CEP e suas empresas do grupo se permitem corrigir a qualquer momento qualquer erro de digitação, ou erros de informações.
A CEP e suas empresas do grupo compostas por : L´equipe, mão de obra para eventos, I9 tecnologia, ERF Soluções em Transportes e outras que possam surgir, possuem todas as licenças necessárias para realizar suas atividades com acesso ao sistema Íntegra.
Possuindo suas devidas licenças e permissões de propriedade intelectual.
Todos os direitos reservados.www.ceptransportes.com

Sistema Íntegra de reservas e acompanhamento de serviços on-line
O sistema Íntegra de reservas é uma plataforma desenvolvida exclusivamente pelaCEP Transportes que tem a funcionalidade total de gerenciamento e gestão.Ele oferece às empresas a gestão desde cadastro de cliente, funcionários,Fornecedores, enfim, todos os cadastros num só lugar.Todo o processo é conectado do início ao fim da operação, evitando falhas e perdade informações. Dos cadastros, emissões de documentos e fluxos bancários. Tudo em uma única ferramenta!O cliente tem acesso a todo o conteúdo do serviço dele, podendo assim, acessar as Reservas, baixar voucher, imprimir relatório, acompanhar o monitoramento e Saber a qualquer momento todas as reservas futuras que possuem.Como a CEP e o cliente trabalham na mesma plataforma, todas as informações são fidedignas e confiáveis. Gerando maior confiança, agilidade e gestão para os clientes.Além disso, o cliente pode fazer solicitações dentro da ferramenta, facilitando e organizando melhor seus processos internos.
Para maiores informações e acesso a esta plataforma, consulte seu executivo comercial pelo fone (11) 5904-1424 ou assistcom@ceptransportes.com

Pesquisa de satisfação
Queremos saber sua experiência com a CEP. Sua pesquisa nos ajudará a melhorar nossos processos. Acesse www.ceptransportes.com.br/pesquisa e preencha nossa pesquisa. Rápido, prático e simples. 

Informações finais
A CEP Transportes, empresas do grupo e franqueados, se reserva ao direito de corrigir qualquer falha ou informação equivocada.
Nenhuma informação emitida por parte de nossos colaboradores reflete o pensamento coletivo de nossa empresa.
Caso identifique algum material com conteúdo inapropriado, indevido ou qualquer outra classificação que possa ferir a imagem de alguma pessoa, nos envie um email que iremos tomar as ações corretivas. marketing@ceptransportes.com

Condições comercias, Forma de pagamento, Penalidades, Cancelamentos, Alterações e Noshow

Condições comerciais
• Forma de pagamento poderá ser: Faturado ou Cartão de crédito (Visa, Mastercard, Amex ou Dinners (Nacionais e Internacionais)).
• Taxas adicionais deverá ser consultada no ato da solicitação e deverá constar na proposta de serviço.
• Somente Voucher de serviço é quem garante sua reserva.
• Todos os veículos serão substituidos no caso de avaria. Tempo de substituição entre 1 e 3 horas.
• Despesas extras como estacionamento, refeição ou outras que poderão surgir correrão por conta do contratante.
• Não nos responsabilizamos por objetos deixados nos veículos.
• Cotações válidas por 30 dias. Maiores informações consulte link "para maiores informações"
• Verifique datas nobres ou especiais para realização de logistica, os valores poderão sofrer alterações.

Regras tarifárias (penalidades, horas adicionais, horas paradas, no show e etc)
Em receptivos IN (Aeroportos), tolerância 1 hora de espera após o pouso da aeronave. Após esta tolerância haverá adicional de hora parada.
Em transfers de locais pré-definidos, tolerância de espera de 1 hora. Após esta tolerância haverá o valor adicional pré-definido ou informado posteriormente.
Hora parada: Carro R$75,00/hora | Carro Blindado R$ 120,00 | Van Executiva R$95,00/hora | Micro Ônibus R$120,00/hora | Onibus R$180,00/hora.
Km extra: Carro R$3,60/km | Carro Blindado R$ 7,10 | Van Executiva R$4,95/km | Micro Ônibus R$7,10/km | Onibus R$9,10/km.
Hora adicional: Qualquer veículo contratado como serviço diária/disponível, após o limite de horas contratado o valor por hora excedente é de 1/6 do valor da diária contratada
Cadeirinha de bebê, booster ou similar poderá variar seu custo mediante disponibilidade e cidade. Consulte os valores no momento da reserva.

Alterações e mudanças de percurso pré reservado
As alterações poderão ser feitas a qualquer momento.
Serão consideradas alterações todas as modificações solicitadas após a confirmação do serviço.
Caso não haja nenhuma alteração que implique na alteração da tarifa a mesma será feita sem nenhuma cobrança adicional. Caso haja alteração que implique na tarifa será cobrado a diferença definida no ato da solicitação da alteração.

Cancelamentos serviços de Transporte com motorista Nacional
Serviços nacionais com solicitação de cancelamento até 72horas antes do inicio do serviço = Sem cobrança. 
Serviços nacionais com solicitação de cancelamento menor que 72horas antes do inicio do serviço = Cobrança de 50% do valor total previsto do serviço.
Serviços nacionais com solicitação de cancelamento menor que 24horas antes do inicio do serviço = Cobrança integral do valor total previsto do serviço.

Cancelamento rent a car Nacional
Rent a car nacional solicitação de cancelamento até 24horas antes do inicio do serviço = Sem cobrança.
Após este período solicitar analise de isenção.
 

Cancelamentos serviços de Transporte com motorista Internacional
Serviços internacionais com solicitação de cancelamento até 72horas antes do início do serviço = Cobrança de 15% do valor total previsto do serviço.
Serviços internacionais com solicitação de cancelamento menor que 72horas antes do início do serviço = Cobrança de 50% do valor total previsto do serviço.
Serviços internacionais com solicitação de cancelamento menor que 48horas antes do início do serviço = Cobrança integral do valor total previsto do serviço.
No show nacional ou internacional = Cobrança integral do valor total previsto do serviço.

Cancelamento rent a car Internacional
Rent a car nacional solicitação de cancelamento até 24horas antes do inicio do serviço = Sem cobrança.
Após este período solicitar analise de isenção.

Noshow
É considerado no show a não apresentação por parte do passageiro. Neste caso aplica-se a regra de cobrança de 100% do valor do serviço e suas eventuais despesas.

 

Formulário Cartão de Credito

Logistica em Eventos e Transporte Executivo- Regras e Condições gerais

Veículos orçados e confirmados como "disponível" ou "diária" não caracterizam a prestação de serviço de shuttle.
Orçamento de serviços para realização de shutlle deve ser informado antecipadamente.
Não nos responsabilizamos por objetos deixados nos veículos.
Micro onibus e onibus não podem transitar em estradas de terra.

Jornada de trabalho e tempo de descanso motoristas
A Lei 12.619/2012, que regula e disciplina a jornada de trabalho do motorista profissional e o tempo de condução de veículos. As regras são específicas para trabalhadores do setor de transporte rodoviário de passageiros.
A norma que regulamenta o exercício da profissão de motorista no Brasil foi sancionada pela presidente Dilma Rousseff no dia 30 de abril de 2012, e promove alterações na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e no Código de Trânsito Brasileiro.
A limitação da jornada estabelecida pela legislação pretende assegurar melhores condições de trabalho aos motoristas, que enfrentam rotinas extenuantes, e reduzir o número de acidentes nas rodovias. “A lei vem para gerar também um efeito para a sociedade, que é a segurança rodoviária”, afirmou o advogado Emerson Souza Gomes.
As novas regras acarretam mudanças na relação de trabalho entre motoristas e empregadores. Agora o profissional tem direito um intervalo de repouso diário de 11 horas entre duas jornadas, além de uma hora para refeição. O descanso semanal foi fixado em 35 horas.
Nas viagens de longa distância, aquelas em que o motorista permanece fora da base da empresa, matriz ou filial e de sua residência por mais de 24 horas, o profissional deve fazer uma parada de 30 minutos a cada quatro horas ininterruptas de direção. “Os tempos de condução do veículo e de descanso podem ser fracionados, mas, neste caso, a lei proíbe que o motorista permaneça dirigindo por mais de quatro horas. O que ele pode fazer, por exemplo, é uma pausa de 15 minutos a cada duas horas.
Uma das consequências da limitação da carga horária é a possibilidade de criação de postos de trabalho no setor de transportes para o revezamento de motoristas em uma viagem. “Neste ponto, de imediato, a lei onera o empregador”.
As ferramentas mais seguras para o controle da jornada são a papeleta de trabalho externo e o diário de bordo. “A papeleta, prevista na CLT, é um cartão-ponto em que o motorista vai fazendo as anotações dos horários durante a viagem. O diário de bordo é um instrumento um pouco mais sofisticado, em que é feito um estudo prévio da viagem e estabelecido um roteiro com as paradas”, explicou. Ele destacou que o tacógrafo não é reconhecido pela lei para essa finalidade. “O Tribunal Superior do Trabalho já tem pacificado que o tacógrafo por si só não comprova jornada de trabalho, pois ele gera dúvidas, principalmente quanto aos horários de descanso”.
Entre os deveres do motorista profissional estabelecidos pela nova lei está a obrigação de se submeter a teste e a programa de controle de uso de drogas e de bebidas alcoólicas instituído pelo empregador. Sobre essa questão, o advogado alertou que o teste não pode ser exigido na fase de contratação. “É preciso ter cautela para não violar a garantia constitucional da intimidade”.
A fiscalização para garantir o cumprimento da nova lei é competência das Polícias Rodoviárias Federal e Estaduais.
A norma fora extraido do link: http://al-sc.jusbrasil.com.br/noticias/3152397/entra-em-vigor-lei-que-regulamenta-a-profissao-de-motorista

Informativo sobre consumo de alcool dentro de veículos
Dispõe sobre os procedimentos a serem adotados pelas autoridades de trânsito e seus agentes na fiscalização do consumo de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência, para aplicação do disposto nos arts. 165, 276, 277 e 306 da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997 – Código de Trânsito Brasileiro (CTB).
http://www.denatran.gov.br/download/Resolucoes/(resolu%C3%A7%C3%A3o%20432.2013c).pdf

Informativo autorizações de entrada de veículos nas cidades litorâneas do estado de São Paulo
As prefeituras municipais das cidades litorâneas do estado de São Paulo controla todas as entradas e saídas de veículos de grupos, ou seja, Vans, Micro ônibus e ônibus que acessem as cidades litorâneas.
Objetivo: Fiscalizar acesso de grupos nas cidades de maneira desordenada.
Regra: Solicitar para o Hotel que o grupo ficará hospedado, autorização de acesso. Esta deverá ficar afixada no vidro frontal do veículo.
Penalidade: Caso não tenha autorização citada acima, o veículo poderá ser apreendido.
Para maiores informações, consulte o Hotel de destino do seu grupo e o link abaixo informa a regra de maneira mais detalhada para acesso a cidade litorânea de Praia Grande.
https://www.leismunicipais.com.br/a/sp/p/praia-grande/lei-ordinaria/2009/144/1442/lei-ordinaria-n-1442-2009-estabelece-criterios-para-entrada-circulacao-e-estacionamento-de-onibus-e-microonibus-de-excursao-e-outros-eventos-provindo-de-outros-municipios-e-adota-providencias-correlatas-2009-09-02.html

Informativo fiscalização em estradas e rodovias
Informamos a quem possa interessar que as polícias rodoviárias e as agências reguladoras de transporte terrestre realizam em todo o Brasil fiscalizações constantes nas estradas e rodovias, objetivando inibir todo e qualquer veículo ou motorista irregular.
Os órgãos de fiscalização são as Policias Rodoviárias Federais, Agências reguladoras como ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre), ARTESP (Agência Reguladora de Transporte no Estado de São Paulo). Possuem em suas atividades de fiscalização poder de polícia, abordando, solicitando todas as documentações necessárias, fazendo as vistorias em determinados casos e, se necessário e em desconforme, apreendendo os veículos, autuando os motoristas e as empresas transportadoras.
Todas as averiguações e vistorias estão associadas ao tempo de checagem ou análise do fiscal. Sendo dele a única autoridade naquele momento para realizar a dispensa do motorista.
Salientamos que nossa empresa possui todos os documentos, autorizações e validações para prestação de serviço, estando em total conformidade com a lei vigente. Tal fato se valida pela dispensa do motorista após a averiguação da fiscalização.
A CEP não está de acordo com o tempo exacerbado para a fiscalização, porem sabemos que desta maneira as empresas que estão fora do padrão de serviço prestados e sem as devidas licenças, certamente não seriam liberadas ocasionando transtornos e prejuízos para os passageiros.
Contrate somente empresa estruturada e apta a prestar o serviço para você e seus clientes. Caso contrário o barato poderá sair muito caro !

Eventos e Transporte executivo - Legislação para viagens (placa cinza e placa vermelha)
Informação importante e esclarecedora
As empresas transportadoras de passageiros que realizam serviços de transportes terrestre de passageiros com veículos coletivos (Vans, Micro-ônibus e Ônibus) devem obrigatoriamente possuir:
1 - Registro no Ministério da Fazenda com o CNAE (Codigo nacional de atividade exercida) pertinente a transporte terrestre de passageiros;
2 – Possuir os registros de seus veículos nos órgãos regulamentadores (EMTU, ARTESP, ANTT e/ou outros registro municipais que se façam necessário como na Cidade de São Paulo, ZMRF (Zona Maxima de restrição de fretado) e/ou outros existentes.
3 – O veiculo obrigatoriamente deverá estar em nome de Pessoa Juridica. Caso não esteja, o mesmo se caracteriza como “transporte clandestino não autorizado pela prefeitura local”
4 - O motorista deverá obrigatoriamente ter vinculo empregatício com a empresa.


Veículos com placas "cinza" ou "vermelha"
Os veículos com PLACA CINZA, são classificados pelos órgãos de trânsito como veículos “particulares” ou seja, o proprietário do veículo poderá fazer qualquer utilidade do mesmo, seja locação, utilização própria entre outras atividades desde que respeite a legislação estabelecida pelo CONTRAN e está regido sob o código de transito igual a qualquer outro veiculo.
Muitos veículos, neste caso Vans executivas, possuem emplacamento de cor cinza, sendo classificado como “locadora de veículos” e com isso, a fiscalização exige: Contrato de locação de veículo e Contrato de contratação de mão de obra do motorista. Caso não haja os contratos emitidos o veículo é apreendido sob a penalidade de “transporte clandestino de passageiros não permissionário, sendo apreendido pelos órgãos de fiscalização das prefeituras locais”.
Caso o veículos esteja com todas as documentações acima exigidas, o órgão fiscalizador poderá liberar o veículo e/ou apresentar qualquer outra irregularidade para não fazer a liberação mantendo-o retido.
Para preenchimento do contrato de locação de veículo o contratante deverá informar antes do inicio da viagem: nome completo e RG dos passageiros. Dados estes que poderão ser conferidos pelos órgãos fiscalizados com cada passageiro conflitando os dados da listagem com o documento original.
Os veículos de PLACA VERMELHA, são classificados como veículos de empresas com finalidades de transporte de passageiros permissionários pela prefeitura local onde o veículo fora registrado. Somente a prefeitura junto ao Detran local é quem pode autorizar o emplacamento de cor vermelha. Este veículos são classificados como “empresas de transportes” e obrigatoriamente possuem os registro circulação nas cidades: EMTU, ZMRF, EMDEC, URBs ou qualisquer outros existentes no município.
Com o objetivo de minimizar os transportes intermunicapais clandestinos de passageiros, a ARTESP e a ANTT, realizam constantes fiscalizações nas estradas autuando os veiculos sem as documentações corretas para circulação.
A ARTESP (agencia reguladora de transporte do estado de São Paulo) é o órgão com poder de fiscalização nas estradas no estado de São Paulo, e não concede autorização para circulação nas estradas para os veículos tipo “vans”, portanto, não é permitido o transporte de passageiros em vans nas estradas. Mesmo com esta restrições todas as empresas praticam este serviço sob o regime de “fretamento turistico” apresentando ao orgão fiscalizador os documentos necessários para circulação e estão sob as penalidades previstas em lei.
Observem sempre as legislações de cada município para realização de viagens interestadual ou intermunicipal. Cada estado, devido sua independência possuem legislações especificas e em vigor.
Cuidado antes de alugar um ônibus! Veja aqui informações importantes para ter uma viagem tranqüila.
Voce sabia que ao alugar um ônibus ou micro-ônibus, a empresa precisa possuir, varios registros em órgãos, como: ANTT, ARTESP, EMTU, EMBRATUR E SP TRANS, para exercer legalmente esta atividade.
Muitas vezes o cliente desinformado não entende porque algumas empresas, principalmente no seguimento de transportes, cobram preços, totalmente diferentes pelo mesmo serviço, mas não sabem o que realmente é exigido pela legislação para que uma empresa trabalhe regularmente, no caso de uma empresa de ônibus de turismo e fretamento, para poder exercer corretamente sua atividade, tem que ser cadastradas em todos os órgão citados acima, o que gera um custo a mais para a empresa legal, pois seus veículos passam por diversas vistorias semestrais ou anuais, em quase todos estes orgãos e pagam taxas, para manter os veículos cadastrados, assim como pagam mais impostos, investem mais em manutenção, tem que manter os impostos em dia, caso contrário correm o risco de perder seus registros.
Por isso antes de alugar um ônibus, seja para fretamento mensal (transporte de funcionários), viagens, passeios, excursões, convenções, eventos, traslados, ou qualquer tipo de transporte em ônibus, vans ou micro-ônibus, verifique junto aos orgãos competentes se a empresa é cadastrada, pois o registro garante ao cliente que os veículos da empresa estão devidamente vistoriados, e se encontram em boas condições de manutenção e conservação, além disso garante a segurança durante o transporte, pois a ANTT (Agência nacional de transporte terrestre), exige das empresas cadastradas um seguro individual de passageiros, com uma grande cobertura em caso de acidentes.
Se a empresa não estiver devidamente cadastrada está sujeita a multa e apreensão. Exija da empresa contratada que apresente a documentação obrigatória para o tipo de serviço solicitado.

 
Eventos e Transporte executivo - Informações sobre viagens interestaduais e intermunicipais
Viagens Interestaduais
- Para viagens interestaduais (fora do estado de São Paulo): será necessário 24horas antes do inicio da viagem uma lista contendo obrigatóriamente os seguintes dados dos passageiros, monitores ou guias, esta exigência é feita pela ANTT, sem o qual não será emitida a Autorização de Viagem, sob risco de multa e apreensão do veículo.
* Nome completo, R.G ou Certidão de Nascimento em caso de menor e C.P.F.
Viagens Municipais
- Para viagens Intermunicipais (Fora do município de São Paulo): será necessário uma lista contendo obrigatóriamente os seguintes dados dos passageiros, monitores ou guias, esta exigência é feita pela ARTESP, sem o qual não será emitida a Autorização de Viagem, sob risco de multa e apreensão do veículo.
* Nome completo e R.G ou Certidão de Nascimento em caso de menor.

Viagens Intermunicipais – Litoral Paulista
A Prefeitura de Guarujá, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, irá intensificar a fiscalização de vans, microônibus e ônibus que circulam no Município. 
Por força do decreto municipal 8.683, de 08/04/2009, os condutores desses veículos de turistas que desejam entrar na Cidade devem solicitar autorização prévia do Executivo. O documento é expedido pela Secretaria do Turismo. Além disso, é necessário informar à administração municipal o local onde ficarão estacionados. Já que é expressamente proibido deixá-los nas vias públicas.
A permanência e/ou circulação de ônibus e vans de turismo, sem autorização da autoridade competente, constitui infração punível com multa, sem prejuízo de sua remoção para a Garagem Municipal, bem como da aplicação das penalidades previstas em lei.
Para isso o caminho a seguir é pedir para o Hotel onde o grupo ficará hospedado a autorização de circulação de veículo que deverá ficar afixada no vidro frontal do veiculo permitindo fiscalização mais fácil e rápido.
O Hotel é obrigado a lhe entregar esta documentação sob, caso não entregue o veículo está sujeito ao disposto acima.

Veja a relação de endereços de alguns destes órgãos:

ANTT - Agência Nacional de Transportes Terrestres (Nível Federal), legisla sobre viagens interestaduais.
www.antt.gov.br

ARTESP - Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo (Nível Estadual), legisla sobre transporte dentro do estado de São Paulo, tanto para fretamento eventual como para fretamento contínuo.
www.artesp.sp.gov.br

PREFEITURA DO GUARUJA
http://www.guaruja.sp.gov.br/prefeitura-intensifica-fiscalizacao-de-onibus-e-vans-de-turismo

 

 

Locação de veiculos nacional (Rent a car) - Regras e condições gerais

Modalidades de contratação
- Diária.
- Mensal 30 dias.
- Gestão de frota.

Caracateristicas Diária
Contempla a contratação do veículo contratado com perído de início e término (menor que 30 dias).
Demais informações sobre esta contratação poderá ser vista no decorrer deste.

Caracateristicas Mensal
Contempla a contratação do veículo pelo período de 30 dias, podendo ser renovado a cada período, com km controlado (informado na contratação)
Devendo ser informado a cada perído o km utilizado e se haverá ou não devolução ou renovaão do período
Demais informações sobre esta contratação poderá ser vista no decorrer deste.

Caracateristicas Gestão de frota
Contempla a contratação do veículo pelo período especificado em contrato de "gestão de frota"
Demais condições deverão constar no contrato de "Gestão de frota" firmado entre as partes.

Demais informações sobre esta contratação poderá ser vista no decorrer deste.
 

Perfil
Apresentar um documento de identidade e CPF. A apresentação do RG ou CNH que contenha o numero do CPF dispensa a apresentação deste.O condutor tem que ser habilitado a mais de 2 anos. Sendo condutor estrangeiro deverá apresentar passaporte com foto e CNH do mesmo pais de origem. Em alguns casos é necessária a apresentação de cartão de crédito para operação de pré-autorização do valor da franquia do veículo/grupo locado.

Condições
O período mínimo considerado para locação é de 1( uma) diária, composta de 24 horas, exceto na modalidade Entrega e Retirada.O Locatário poderá nomear até 3(três) motoristas adicionais. Esta nomeação implica o pagamento de taxa diária vigente para cada motorista adicional indicado.

O Locatário poderá optar pela devolução do veículo em outra loja, arcando com a taxa de retorno. Para tanto, basta avisar na retirada do veículo e informar-se sobre o valor da taxa de retorno. Garantimos a entrega do veículo correspondente ao grupo escolhido pelo Locatário no ato da reserva. Caso o veículo do grupo previsto não esteja disponível na data agendada para sua retirada, O CONDUTOR SERÁ ATENDIDO COM UM VEICULO DO GRUPO SUPERIOR E NUNCA INFERIOR.

Pequenas avarias
O Locatário deverá devolver o veículo nas mesmas condições constatadas na Ficha de Inspeção “ CHECK LIST” no ato da ENTREGA. Caso o veículo seja devolvido com pequenas avarias, faremos cobrança destas com base em valores definidos TOMANDO POR BASE A COBRANÇA DE CADA LOCADORA. Para fins da locação entende-se por pequenas avarias a ausência de peças ou danos constatados por meio de comparativo entre fichas de inspeção inicial e a final do veículo locado, estando os respectivos valores para cobrança definidos em tabela própria que poderá ser solicitada a central de reservas. O locatário só estará dispensado de apresentar o Boletim de Ocorrência quando constatada pequena avaria e sem que tenha havido envolvimento de terceiros. Avarias decorrentes de colisão, incêndio, furto, roubo e perda total serão tratadas de acordo com a locadora contratada. Neste caso Informar e providenciar o BO na autoridade competente entregando na locadora no prazo de 24 horas. Na locadora deverá preencher uma ficha de acidentes onde vai relatar o ocorrido, para que seja providenciado abertura de processo de  sinistro, para as devidas providências.

Contratação das proteções
Proteção do veículo: é a cobertura de danos causados nos veículos locados no caso de acidentes, incendio, perda total, roubo, furto, pequenas avarias. Sendo obrigatória a participação do locatário com o valor da franquia que varia de acordo com cada grupo e locadora contratada.

Proteção contra terceiros: e a cobertura de danos corporais e materiais a terceiros sendo obrigatória a participação do locatário, com o valor estipulado da franquia que varia de acordo com cada grupo e locadora contratada.

Importante
Para usufruir das coberturas em todas as proteções (PP ou POT), o Locatário e o Motorista Adicional deverão:.Respeitar as condições previstas no Contrato de Locação e Outras Avenças;.Respeitar a legislação de trânsito em vigor;

Comunicar imediatamente qualquer ocorrência à central de reserva ou a Central de Assistência; Apresentar o Boletim de Ocorrência Policial na Unidas no prazo máximo de 72 horas ou seu protocolo no prazo máximo de 24 horas após a ocorrência. Esta dispensada a apresentação deste quando constatada pequena avaria e sem que tenha havido envolvimento de terceiros;

Preencher a Ficha de Acidentes, disponível em qualquer loja da rede.

Para usufruir da cobertura oferecida pelas proteções o Locatário e o Motorista Adicional deverão, além de cumprir os requisitos acima, apresentar a contratada, em uma única oportunidade os comprovantes das despesas previstas no item 1.7 do Contrato de Locação de Veículos e Outras Avenças, sendo que, após a abertura do processo de análise do pedido de reembolso, não poderão ser acrescidos outros comprovantes. O Locatário perderá o direto à proteção contratada se verificada qualquer das hipóteses previstas no item 7.5 do Contrato de Locação de Veículos e Outras Avenças, arcando com todos os ônus decorrentes do evento e suas consequências Caso o Locatário não contrate uma das proteções assumirá total responsabilidade por todos os eventuais danos que possam ocorrer com o veículo locado e seus ocupantes, assumindo também a responsabilidade civil contra terceiros.

Taxas
O Locatário será responsável pelo pagamento de taxa de serviço de 10% sobre o valor do total do fechamento do contrato,independente de onde possa ter recebido ou retirado o veículo.

Hora adicional / Hora extra
A hora extra é considerada após o término do período de locação, 24horas para retirada nas lojas e 23horas para entrega e retirada. Após este período a cobrança adicional seguirá as regras abaixo:
Hora adicional = 1/4 do valor da diária.
A diária é composta de 24 horas contados da abertura do contrato na locadora/entrega do veículo.  Na modalidade de entrega e retirada a devolução deverá ser feita 2 horas antes da totalidade de 24 horas, visando o trajeto do ponto de devolução do veículo para a loja. 

Multas
O condutor autoriza antecipadamente neste o envio da pontuação para sua carteira de habilitação e a cobrança da multa posterior ao fechamento de contrato. Incluindo neste todos os tipos de multa, inclusive multa de rodízio.

Para efeito de comprovação em caso de infrações de trânsito, no ato da locação, a CEP arquivará a fotocópia da Carteira de Habilitação dos condutores autorizados no contrato de locação.
Se eventualmente ocorrer a infração de trânsito no período de locação, o nome do responsável pelo contrato de aluguel será apresentado ao órgão competente, para o qual a CEP efetuará diretamente o pagamento da multa.
Posteriormente, a multa será cobrada do locatário, com acréscimo de 10%, a título de taxas administrativas.
Para sua comodidade, a cobrança da multa será feita no cartão de crédito, utilizado no pagamento da locação, através de assinatura em arquivo, ou por faturamento.

Tarifas regionais
Nas cidades de Belém,Boa Vista, Cuiba, Dourados, Ilhéus, Imperatriz, Macapá, Marabá, Paraupebas, Juazeiro do norte, Santarem, Sinop, Manaus, Palmas, Petrolina, Porto Velho, São Luís e Teresina, Porto seguro, haverá acrescimo de 15% na tarifa devido as más condições locais para o trafego de veiculo aumentando sua depreciação.

Rodízio de Veículos
O rodízio de veículos na Região Metropolitana de São Paulo, atualmente regulamentado pelo Decreto Municipal nº 37.085/97, prevê restrição de tráfego de acordo com o final da placa do veículo, na área compreendida como centro expandido(mini anel viário), entre 07h:00 e 10h:00 e 17h:00 20h:00. Abaixo informamos os dias da semana em que os respectivos finais de placas são proibidas de circular:

Dias da Semana - Finais da Placa

2ª. feira - 1 e 2 | 3ª. feira - 3 e 4 | 4ª. feira - 5 e 6 | 5ª. feira - 7 e 8 | 6ª. feira - 9 e 0

Mapa da área onde se aplica o rodízio de veículo

Entrega e retirada
Possuimos o serviço de entrega e retirada gratuitamente na cidade de São Paulo (considerando neste como regra, o mapa da área do rodízio na cidade de São Paulo, vide acima, estabelecido por lei), de: Segunda a Sexta-feira das 09:00 ÁS 18:00. Antes ou após este horário haverá uma taxa de serviço de R$ 45,00 por evento. Para outras localidades ou cidades, consultar valor de taxa de entrega e retirada.

Na modalidade de entrega e retirada a devolução deverá ser feita 2 horas antes da totalidade de 24 horas, visando o trajeto do ponto de devolução do veículo para a loja. 

Observações na entrega e retirada
No ato da entrega e retirada será feito um checklist em papel próprio ou imagem, se necessário. Este checklist deverá conter todas as avarias, informação de combustível, km atual do veículo e etc. Este servirá de base para o fechamento do contrato para identificar possiveis cobranças de avarias, km adicional rodado (caso haja), entre outros.
Este check list é documento interno e deverá ser assinado na entrega do veículo e na devolução do mesmo.
Será entregue um termo de autorização de multas onde o condutor reconhece que qualquer multa aplicada ao veículo naquele periodo de locação e´de responsabilidade do mesmo.
Entregar copa CNH no caso de solicitação prévia da mesma.

GPS
Consulte locação de GPS para utilização. Valores e disponibilidade consulte nossos operadores

Abastecimento
O Locatário deverá devolver o veículo locado com a mesma quantidade de combustível que recebeu. Caso a devolução seja feita com uma quantidade de combustível inferior, abasteceremos o veículo locado, cobrando do Locatário os valores definidos por ela em tabela própria. Caso a devolução seja feita com uma quantidade de combustível superior à recebida pelo Locatário, nos reservamos ao direito de não realizar reembolso do combustível excedente. O valor por litro é de R$ 10,00/litro independente do tipo de combustível.
 
Lavagem
O veículo deverá ser devolvido nas mesmas condições de limpeza e higiene que foi retirado. Este, deverá estar mencionado no documento de check list, feito na entrega ou retirada do veículo. No caso de devolução do veículo o memos for identificado com sujeira interna ou externa conotando a utilização do veículo em estrada de terra, barro, sujeira de alto grau de exposição do veículo a situações de terra em excesso ou outros que requerem lavagem, o valor a ser cobrado pela lavagem será de R$ 45,00. 

Kilometragem 
Em se tratando de locação diária = Km livre
Em se tratando de locação mensal = Poderá ser contratado diversas formas de km, ou seja, 3.000km mês, 4.000kms mês ou outra modalidade. Consulte nossos operadores.
Consultar valor de Km adicional com nossos operadores.

Condutor adicional
Motorista adicional R$ 15,00 por dia

Cadeirinha de bebê.
Cadeirinha de bebê R$ 30,00 por serviço e por cadeirinha ou similiar.

ASSISTÊNCIA 24 HORAS EM CASO DE: PANES, AVARIAS OU ACIDENTES:
Acionar a locadora do veículo (Documentos constantes junto ao documento do veiculo e entregue no momento da retirada ou entrega do veículo)
Informar: Placa do veículo e o nome do condutor.
Em seguida avise nosso atendimento: 11-5904-1420 ou 11-5904-1423 ou 11-9.7197-8971

 

Turismo - Regras e Condições gerais

As contratações de "serviços de turismo", resultam em complementar o serviço de transporte prédefinindo um roteiro em ponstos turísticos.

Para tal contratação, se faz necessário a contratação de um guia de turismo credenciado pela Embratur.

Poderá ser definido e desenvolvido um roteiro com pontos turísticos, solicite aos nossos consultores.

Demais regras de transporte poderá ser consultada em outra modalidade de contratação disponivel neste site.

Fretamento de Aeronaves - Regras e Condições gerais

Condições
Os serviços executados em aeronaves são classificados como "Missão". Para cada trajeto a ser feito, a "missão" deverá ser analisada pelas circustâncias abaixo:
Local para pouso e decolagem (heliponto ou Heliporto), infraestrutura e custos
Capacidade para aeronave específica.
Homologação do heliponto ou heliporto junto a ANAC
Condições meteorológicas para realização da "missão"


Os valores para cada tipo de "missão" realizada está associado a: 
Tipo de aeronave (Helicóptero ou Jato executivo)
Disponibilidade da aeronave
Tempo e distância entre origem e destino
Custo para pouso, decolagem, permanência e utilização dos recursos locais.
Entre outros não citados neste porem necessários para manutenção, execução ou realização do serviço.
Os valores poderão sofrer alteraçãoes mediante condições climáticas ou outros fatores que geram custos diretos ou indiretos de operação.

Seguro e proteções
As condições de seguros e proteções para cada "missão" deverá ser consultada no momento da cotação. Estas podem variar mediante as condições contratadas, tipos de aeronaves, capacidade da aerovane e empresa de aviação que fará a operação.

Importante
Para usufruir das coberturas os passageiros deverão seguir todas as instruções de segurança apresentadas para cada "missão"

Taxas
O contratante será responsável pelo pagamento de taxa de serviço de 10% sobre o valor do total do fechamento do contrato, independente da execução da "missão".

Extras não mencionados na cotação.
Os valores poderão sofrer alteraçãoes mediante condições climáticas ou outros fatores que geram custos diretos ou indiretos de operação.

Transfer para ponto de embarque
A CEP Transportes oferece para as contratações de serviços de aeronaves o transfer gratuíto em veículo executivo convencional na origem para os passageiros.
Serviço concedido como cortesia exclusivamente para clientes que contratarem frentamento de aeronaves com a CEP Transportes São Pualo, Matriz, denominada pelo CNPJ 07.302.239/0001-65
Deverá ser respeitado a distância de 50 km para realização do transfer.
Consultar condições no momento da contratação.

ASSISTÊNCIA 24 HORAS:
Central de atendimento: 11-5904-1420 ou 11-5904-1423 ou 11-9.7197-8971

 

Internacional - Logistica em Eventos, Transporte Executivo, Rent a car, Turismo e Fretamento de Aeronaves - Regras e Condições gerais

Regras para serviços internacionais:

Condições e formas de pagamento:
Todos os serviços internacionais deverão ser pagos a vista com cartão de crédito nacional ou internacional.


Logística em eventos:
As disponibilidades, tipos de veículos, possibilidades de locais de parada ou outros, poderão e deverão variar de acordo com cada norma, regra e cultura local.
As possibilidades e impossibilidades serão apresentadas serão apresentadas no momento da cotação ou no momento da solicitação da mesma.

Rent a car (locação de veículo)
As disponibilidades, tipos de veículos, possibilidades de locais de parada ou outros, poderão e deverão variar de acordo com cada norma, regra e cultura local.
As possibilidades e impossibilidades serão apresentadas serão apresentadas no momento da cotação ou no momento da solicitação da mesma.

Turismo
As disponibilidades, tipos de veículos, possibilidades de locais de parada ou outros, poderão e deverão variar de acordo com cada norma, regra e cultura local.
As possibilidades e impossibilidades serão apresentadas serão apresentadas no momento da cotação ou no momento da solicitação da mesma.

Fretamento de aeronaves
As disponibilidades, possibilidades de locais de parada ou outros, poderão e deverão variar de acordo com cada norma, regra e cultura local.
As possibilidades e impossibilidades serão apresentadas serão apresentadas no momento da cotação ou no momento da solicitação da mesma.

Outros serviços internacionais
Todos os serviços internacionais variam de acordo com cada norma, regra e cultura local.
Todas as necessidades, planejamentos, possibilidades e impossibilidades de serviços, assim como categoria de veículos, estradas, trechos, rodovias, permissões e outros não constantes neste, deverão ser apresentadas no ato da solicitação para análise e viabilidade local para a prestação de serviço. 
Qualquer insatisfação por parte do cliente na impossibilidade operacional devido a sanções, normas, regras e culturas locais não poderá ser classificada como responsabilidade da CEP Transportes.